segunda-feira , abril 15 2024

Março Amarelo e Lilás alerta para saúde das mulheres

Mês de cuidadados com a Saúde da Mulher

No mês em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, em 8 de março, a Secretaria Municipal de Saúde chama a atenção para a prevenção de doenças que afetam a saúde das mulheres: a endometriose e o câncer do colo de útero, respectivamente. As Campanhas “Março Amarelo e Lilás” têm como objetivo conscientizar e alertar sobre os sinais, sintomas, formas de prevenção e importância do diagnóstico precoce para o tratamento de ambas as doenças. Em todas as Estratégias de Saúde da Família do município estão sendo realizada uma programação especial com atendimentos estendidos, orientações e coletas de exames preventivos (Papanicolau).

 Endometriose e a importância do diagnóstico

A endometriose é uma modificação no funcionamento normal do endométrio, ou seja, mucosa que reveste a parede interna do útero, que ao invés de ser expelida através da menstruação, ela faz o fluxo contrário e caem nos ovários ou na cavidade abdominal, onde voltam a multiplicar-se e a sangrar.

No Brasil, a doença atinge mais de 7 milhões de mulheres. Ainda sem uma causa definida, diferentes fatores estão associados à endometriose, como fatores genéticos, problemas no sistema imunológico, hormônios e problemas com o fluxo do período menstrual.

Os principais sintomas da endometriose são: dor intensa em forma de cólica durante o período menstrual que pode incapacitar as mulheres de exercerem suas atividades habituais; dor durante as relações sexuais; dor e sangramento ao urinar e evacuar, especialmente durante a menstruação; fadiga; diarreia; e dificuldade de engravidar.

A Secretaria de Saúde orienta as mulheres a buscarem atendimento, para que o diagnóstico seja realizado o mais breve possível e que o tratamento seja iniciado. Todos os exames indicados para a detecção da doença estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS).

Câncer de colo de útero

A doença, é causada pela infecção persistente por alguns tipos de HPV (papilomavírus humano). A infecção genital por esse vírus é frequente e não causa doença na maioria das vezes, porém em alguns casos ocorrem alterações celulares que podem evoluir para o câncer, essas alterações são descobertas no exame preventivo (Papanicolau) por isso a importância da realização dele.

A prevenção da doença está relacionada com a diminuição do contágio pelo HPV. O início precoce da atividade sexual, múltiplos parceiros e tabagismo são alguns fatores que aumentam o risco. A vacinação contra o HPV e a realização do preventivo se complementam como ações de prevenção deste tipo de câncer.

As coletas devem ser agendadas pelo telefone ou presencialmente e podem ser realizadas pela enfermeira na ESF da respectiva região de residência da paciente ou em casos específicos, no Centro de Saúde da Mulher e da Criança.

A paciente deve portar o cartão SUS e não é necessária a apresentação de requisição com solicitação médica. Após coleta, o material é encaminhamento ao laboratório de medicina diagnóstica.

O público alvo para a coleta do exame preventivo está na faixa etária dos 25 aos 64 anos de idade e pode ser feito por mulheres que tenham vida sexual ativa antes dos 25 anos. A Secretaria da Saúde orienta que para a realizar o exame Papanicolau/preventivo, a paciente não pode ter relação sexual, nem mesmo com camisinha dois dias antes do exame, não usando duchas ou medicamentos vaginais nos dois dias anteriores ao exame e não estar menstruada. A recomendação é que o exame seja feito anualmente.

VACINAÇÃO CONTRA HPV

Disponível nas salas de vacinação do Centro de Saúde da Mulher e da Criança, a vacina contra o HPV está contemplada no calendário vacinal dos adolescentes, sendo ofertada para meninas de 9 a 14 anos, 11 meses e 29 dias e meninos de 11 a 14 anos, 11 meses e 29 dias. O esquema vacinal é de duas doses, sendo a segunda dose seis meses após a primeira.

         Para mais informações, basta entrar em contato com a ESF mais próxima ou com o Centro de Saúde da Mulher e da Criança, localizado na Rua Pinheiro Machado, esquina com Rua Professor Annes Dias, n° 1437, telefone 3322-7198.

Fonte: Prefeitura de Cruz Alta

Verifique também

Viralizou em Cruz Alta vídeo de Brigadianos agredindo homem

No início da tarde desta terça-feira (09), viralizou nas redes sociais de Cruz Alta dois …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *