quinta-feira , novembro 30 2023

23ª edição da Expodireto Cotrijal bate recordes de público e comercialização

A 23ª Expodireto Cotrijal confirmou as projeções iniciais e alcançou índices históricos de comercialização e de público. No total, a feira em Não-Me-Toque movimentou, de 6 a 10 de março, R$ 7,043 bilhões. O valor é 42% superior ao ano passado, quando foram registrados R$ 4,961 bilhões.

Todos os indicadores da feira registraram crescimento. As vendas por meio dos bancos, por exemplo, alcançaram R$ 6,3 bilhões. O volume é 45% superior aos R$ 4,3 bilhões de 2022. Em recursos próprios dos produtores foram aplicados R$ 570 mil este ano, 12% a mais que no ano passado.

O Pavilhão Internacional gerou R$ 114,9 milhões. O valor representa um crescimento de 84% em relação aos R$ 62,6 milhões de 2022.

Um dos locais mais requisitados da Expodireto, o Pavilhão da Agricultura Familiar, que este ano contou com a participação de 220 empreendimentos, movimentou R$ 2,5 milhões – crescimento de 52% quando comparado a 2022 (R$ 1,7 milhão).

Os números finais foram apresentados em uma coletiva de imprensa, na tarde desta sexta-feira (10), na Arena Agrodigital. O presidente da Cotrijal, Nei César Manica, enalteceu o sucesso da feira em meio a mais um ano difícil devido à estiagem no Rio Grande do Sul. Ele também indicou que o volume de comercialização poderia ser ainda maior se houvesse mais oferta de crédito.

“Todos sabem que os juros praticados hoje estão altos. Estamos reivindicando uma taxa especial para o agronegócio. Não é fácil, mas essa taxa tem que começar a ceder para manter o homem no campo”, disse Manica.

A coletiva também foi acompanhada pelo vice-presidente da Cotrijal, Enio Schroeder; senador Luis Carlos Heinze; prefeito de Não-Me-Toque, Gilson dos Santos; e demais integrantes da organização da feira.

Público

Em cinco dias de feira, 320,5 mil pessoas prestigiaram o Parque de Exposições. O número é 22% superior aos 263 mil visitantes do ano passado. É o maior público da história da feira.

Apenas na quarta-feira (8), havia mais de 90 mil pessoas na Expodireto. Manica comentou que às 11h daquele dia não tinha mais espaço no estacionamento da feira, que precisou ser fechado – algo que jamais havia ocorrido na história do evento.

“Naquele mesmo dia, aqui perto do parque, tinha 10 helicópteros. Em Carazinho, o aeroclube bateu o recorde de jatos privados: 25 jatos que vieram de várias partes do Brasil. Em Passo Fundo, numa grande locadora de carros, os 180 veículos disponíveis não foram suficientes para atender a demanda”, explicou o presidente.

Área maior

Este ano, o parque foi ampliado de 98 para 131 hectares, sendo que parte da área adicional foi ocupada, com projeto de ampliação futura. No total, o Parque de Exposições recebeu 591 expositores, 5% a mais do que os 563 de 2022.

O crescimento da área proporcionou atender mais algumas empresas de máquinas e equipamentos, que estavam aguardando espaço para expor, e readequar a localização de outras. É o caso da Baldan, que pôde ampliar a área. “A Expodireto Cotrijal é a principal feira do Rio Grande do Sul e uma grande oportunidade de negócios”, afirmou Oswaldo Marques, diretor comercial.

A Rubemaq, que participa da Expodireto Cotrijal desde 2017, mas estava em outro local do parque, também comemorou a melhoria. “A mudança proporcionou maior visibilidade, o que gerou expressivo crescimento em relação a 2022”, elogiou Welinton Dullius, gerente da empresa.

Agende-se!

A 24ª edição da Expodireto Cotrijal já tem data marcada. O evento será realizado entre os dias 4 e 8 de março de 2024.

Verifique também

Caixa e BB suspendem crédito consignado para aposentados

Decisão segue movimento de várias instituições privadas, que paralisaram a modalidade em reação à redução …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *